sábado, 19 de janeiro de 2019

happy birthday, pal!





(LP You, Larry Lovestein & The Velvet Revival, 2012)




Parabéns, campeão. Que contes muitos mais.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

les demoiselles






(Les Demoiselles de Rochefort, 1967, J. Demy / Orfeu Negro, 1959, M. Camus)

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

While we're young...




(The Old Man & the Gun, 2018, David Lowery)

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

body talk



 
(LP Body Talk, 1981)




"Searchin' for lust, searchin' for breath
Searchin' for the touch of life

No words are spoken, the only sound we hear is
Body talk, body talk"




 
(LP African Dances, 1979)

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

c'esta ça (3)



C'est ça: no ípsilon da última sexta-feira, Marine Vacth.

O meu penhorado obrigado ao Francisco Rocha e ao Paulo Soares - os dois maiores alimentadores da cinefilia portuguesa (e não só) - pelo "apoio à produção", imprescindível para eu poder pegar na caneta.

On-line: https://www.publico.pt/2019/01/11/culturaipsilon/noticia/obscuro-trajecto-desejo-1856997

esses (2)


esses






(Histoire(s) du cinema, 1989-1999)

Ainda Godard e os dois esses.


http://www.apaladewalsh.com/2019/01/ressurreicao-da-obscuridade-a-luz/?fbclid=IwAR3Pb1sF5V5jgHTnBTTwCQo9TjqXJy8nlCegdhCf1WQxN4eUxoTAxcGZtUQ

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

underwater love


 


(Somewhere, 2010, S. Coppola / Dogman, 2018, M. Garrone)

Ressurreição: da obscuridade à luz



A minha contribuição para o excelente dossier "Godard, Livro Aberto" n'À pala de Walsh. Obscurité: Oh, Ma Lumière!

Artigo: http://www.apaladewalsh.com/2019/01/ressurreicao-da-obscuridade-a-luz/?fbclid=IwAR1RX9wcuLrc8g-MSfRKoAmDjQi-bvdq8bdceCQA3ZtkP_WRvgCikkSh5Dg

Dossier "Godard, Livro Aberto": http://www.apaladewalsh.com/godard-livro-aberto/

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

meu anjo
















(Si tu voyais son coeur, 2017, Joan Chemla)

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

SWIMMING




 
(LP Pyramid Landing And Other Favorites, 1997)




07-09-2018 / SWIMMING

Jerry Paper - Like a Baby


 
No ípsilon da última sexta-feira, Jerry Paper, o copinho-de-leite com acento à Sinatra, a dar-nos música da boa. É rapaz, casado, adora o cor-de-rosa e usa frequentemente vestidos de mulher - esperemos que dê muitos concertos aqui e no Brasil.
 
"É, portanto, este “cromo” — que na capa podemos ver de flácido tronco coberto por uma camisola muito high school, caixa-de-óculos despenteado e um ovo junto ao peito (?) —, com o seu quê de “woodyallenesco”, o responsável por esse efeito paradoxal, ...de estranheza, que só nos começará a abandonar já a meio do disco, quando finalmente nos habituamos ao seu tom grave, clássico, démodé, até. Sim, um loser do liceu (Losing the game é título de uma das canções, no “game” se podendo ler “vida”) que podia ter saído do Animal House de John Landis (ou, geracionalmente mais recente, de um American Pie) com um acento à Sinatra e Dean Martin (é também interessante, por isso, imaginá-lo futuramente num registo jazz) (...)".
 

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

that bad in you





(LP Ménage à Trois: Sextape Vol. 1, 2, 3, 2018)




"What makes us good is that

I always saw that bad in you"

what a time to be alive



(Silvalde, 1-01-2019)

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

2019: c'est ça (2)




(La Confession, 2016, Nicolas Boukhrief)

2019: c'est ça




(LP Now, 1984)