terça-feira, 6 de outubro de 2009

Era nostalgia, era melancolia, era um fim de dia, já pela noite, olhando os rostos dos outros à minha volta, sofrendo por mim e sofrendo por eles, nem eles próprios sabendo de tal.

(...)

Porra!, não... não. Era só eu e mais uma dúzia de pessoas a irem para casa. Só isso. Só.
Podia ser só isso, podia.

2 comentários:

Tiago Ramalho disse...

Excelente pá!

klaudisabel disse...

Mas na altura não era!

E às vezes é difícil adivinhar o que vai na Alma!