quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

"ir às vistas"

Oiço, de passagem, na RTP Memória, um senhor muito velhinho, médico vetusto, dizer que, no tempo dele (anos 20, 30), ele e os amigos tinham o hábito compulsivo de "ir às vistas". Fico curioso e, quando me aproximo da televisão, vejo umas cenas dos filmes do Chaplin a passar. Ir ao cinema, portanto. Ir às vistas: como se de uma paisagem se tratasse, pela qual o olhar se demora, contempla, perde... Cinefilia em estado puro.

2 comentários:

Luís Mendonça disse...

Brilhante! Acho que nunca tinha ouvido o termo aplicado fora do reino do cinematógrafo dos Lumière! :)

Francisco Noronha disse...

Bem "visto":)